Ação Fantasia Ficção-Ciêntifica Filmes Notícias

Disney demite James Gunn após descoberta de tuítes sobre pedofilia e estupro

John Phillips/UK Press via Getty Images

James Gunn, o diretor de Guardiões da Galáxia 1, 2 e até então 3, foi demitido pela Disney hoje (20) em um anúncio na San Diego Comic Con 2018 por tweets feitos há anos sobre pedofilia e estupro. Confira alguns dos tuítes abaixo:

tweetss

Os tuítes foram apagados mas Alan Horn, presidente da Walt Disney Studios, afirmou que eles são indefensáveis. “As atitudes e declarações ofensivas descobertas no feed do Twitter de James são indefensáveis ​​e inconsistentes com os valores de nosso estúdio, e nós rompemos nosso relacionamento comercial com ele”.

O diretor usou seu Twitter para pedir desculpas afirmando que agora é uma pessoa diferente. “As pessoas que seguiram minha carreira sabem como comecei. Me via como um provocador, fazendo filmes e contando piadas que eram escandalosas e tabu para muitos. Como disse publicamente muitas vezes, na medida em que desenvolvi como pessoa, meu trabalho e meu humor também desenvolveram. Não posso dizer que sou melhor, mas sou muito diferente do que eu era  passado. A época em que falava coisas só para chocar e ver as reações de todos definitivamente já acabou. No passado, me desculpei pelo meu humor ácido. Me sinto arrependido e realmente quis dizer tudo que disse nas minhas desculpas. Eu sei que é uma declaração estranha e que pode parecer óbvia, mas estou aqui dizendo isso. Esta é a verdade completa: costumava fazer piadas ofensivas, não faço mais. Não culpo meu passado por isso, mas me sinto mais humano e mais criativo hoje. Amo vocês”.

Guardiões da Galáxia Vol. 3 tem estreia prevista pra 2020 e por enquanto permanece sem diretor.

Miro Malacrida

Criador e editor do Instacinefilos.

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

Junte-se a 40.326 outros assinantes